Wednesday, July 12, 2006

Filmes e Jogos

No filme 'Meu Tio Matou um Cara', Duca é informado pelo seu tio que ele matou um cara e imediatamente começa a jogar. A primeira coisa que ele faz no jogo é recolher um novo objeto no seu inventário: o retrato de Soraya, a principal suspeita de ser cúmplice do crime. Na verdade, nem ele ou o público foram apresentados à essa personagem, que só vai aparecer mais tarde na história. Ao trazer para o inventário de jogo o retrato dela, essa informação é antecipada para o público e o mais importante, cria a seqüência jogo dentro do filme. A seqüência narrativa jogável e a fílmica são de natureza distinta, mas são nas suas interfaces que o crime é desvendando. Ao escolher o retrato dela, o jogador percorre o caminho da seqüência jogo, mas para desvendar o crime ele usa as pistas fornecidas pela narrativa filmica. O diálogo entre filme e jogo se estabelece nessas conexões. Ao término da seqüência jogo, o jogador depara-se com uma nova encruzilhada: escolher entre os três finais diferentes.
Resumindo: a seqüência jogo é apresentada na abertura do filme e sua interface filmica é criada na cena do inventário. O desenvolvimento do jogo dentro do filme culmina na escolha dos finais, onde a narrativa de jogo encontra-se novamente com a filmica.

0 Comments:

Post a Comment

<< Home